terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O Natal foi lá em casa...

... como vem sendo há já 7 anos seguidos. Muito trabalho, muita comida, muitos doces, muita loiça para lavar/guardar, casa hiper desarrumada, os miúdos acelerados como uma mota, mas no final de tudo, muita brincadeira (houve um jogo de Monopoly – sim Monopoly!!! – que se prolongou por 2 dias!) e muitos sorrisos à mistura!

Neste Natal, já não tivemos a avó da Redinha connosco, mas por outro lado, foi o 1º da nossa Laurinha. Uma, nunca substituirá a outra, mas pelo menos o vazio da lembrança desse carinho, é confortado pela presença de um Amor que é para nós TUDO na Vida. Foi assim o primeiro dela. Da nossa princesa que ficou acordada até quase à 1h da manhã! Não teve medo do "Senhor das Barbas", mas não despregava os olhos dele em tom de espanto! Seguia-o para todo o lado, medindo-lhe cada gesto, cada expressão.

Também ela ficou doida com os presentes! A cor e o barulho do papel de embrulho, acima de tudo, despertavam-lhe o interesse. Recebeu muita coisa bonita. Roupinha e bonecada, não faltam lá em casa, mas o que realmente mais lhe agradou, foi uma bebé (no género dos nenucos) que fez as suas delícias! Foi tão engraçado vê-la! Dava gritinhos de contentamento, ria-se que nem uma perdida, um doce que dava mesmo vontade de comer! A bonequinha trazia um biberão que ao se rodar na boca, fazia com que se fechassem os olhos super pestanudos! Gira, gira! Fomos nós que, pela graça, por ser parecida com a Laura, comprámos para o mano oferecer. Baratinha, baratinha, mas realmente as crianças não precisam de muito para ficarem contentes!

O "Senhor das Barbas" voltou a tocar à campainha, como de costume. Houve quem estava em pulgas, curioso para saber quando ele chegava! Ele já andava há várias semanas a perguntar-nos pelo Natal!! No colégio, iam-se tirando estrelinhas à medida que o calendário avançava. A mim, pareceu-me que no próximo ano, já nos vai "descobrir a careca" e perceber que o Senhor Gordo, é afinal de contas o Tio D. disfarçado! Ao pai, pareceu-lhe que ele fica sempre tão quieto, porque dentro daquela cabecita vai um misto de medo do Homem Gordo, vestido de vermelho dos pés à cabeça e o pensamento de que esse mesmo Homem, gosta muito mais de meninos bem comportados!!! Pode ser que ele esteja certo. Muito sinceramente, preferia que ele continuasse a acreditar no Pai Natal... Premiar a generosidade e o bom comportamento, é sempre positivo para as crianças e para os pais. Um estímulo para o coração e para a mente, tentando deixar de lado o consumismo enlouquecido da época.

Ele voltou a receber uma quantidade astronómica de presentes, mas lindo como só ele também consegue ser, é uma criança que fica satisfeita com qualquer oferta. A cada embrulho que abria, dizia: “Ena pá, era mesmo isto qu’eu que(r)ia!” – e o ênfase que ele dava à expressão, soltava a risada em todos nós! Gostou de tudo, desde os brinquedos, às pistas da Hotweells, passando pelos puzzles, pelo "Semáforo Louco", pelo skate (ideia do pai que ainda não me conseguiu convencer, mas que deixou o Xavier em perfeito delírio!), pelas escavadoras, carros e carrinhos, terminando na roupa. Gostou de TUDO!

Para além de ser o primeiro Natal da Lau, foi também o primeiro do primo J.F.

O nosso sobrinhito, com 3 meses apenas, portou-se muito bem. O meu cunhado estava encantado com ele! Foi delicioso ver a cumplicidade entre pai e filho e ainda - e não menos especial - entre primos. Os 2 mais pequeninos “passaram pelas brasas” juntos e ao acordar pudemos assistir a um cenário de ternura vindo da D. Laura que, armada em crescida, começou a fazer festinhas na cabecinha do primo que já quase tombava no seu colo! :D
Nesta fase, o JF ainda chora porque tem soninho, ou fominha, ou uma dorzita de barriga, pois a nossa Princesa, de cada vez que o seu primo mais novo chorava, entrava em sistema "alerta" e procurava-o com os olhos esbugalhados, como quem diz - quem costuma chorar aqui sou eu... isto é novidade para mim...
E passou-se. O menino Jesus "nasceu" mais uma vez e nós envelhecemos (no bom sentido, claro) mais um bocadinho. Já não somos nós que ficamos em pulgas para ver quem tem mais presentes no sapatinho, mas somos agora nós que deliramos com a alegria deles a abrir os presentes! Haja saúde para os ver crescer sempre assim tão felizes e connosco todos sempre unidos e por perto!
Que as vossas Festas sejam tão boas quanto as minhas estão a ser!
Amanhã vou tentar passar por aqui novamente a fim de formalizar, à semelhança do ano passado, os meus desejos para 2010.
Estamos quase a encerrar o teu ano! O ano em que recebemos salpicos de amor em cor-de-rosa, para juntar aos que já tinhamos antes em tom de azul celeste! Gosto tanto destas cores na minha Vida! Obrigada Laura, obrigada Xavier e obrigada a ti, meu Amor... por me dares o mundo.

Um comentário:

© Tété £ Xavier disse...

Mas que boas foram as vossas festas, inclusive sorri ao imaginar cada detalhe que descreves :o)

Do descobrirem as barbas ao barbudo, espero bem que o Xavi continue acreditar, por alguns anos, que ele existe. Consumismos à parte, é lindo vê-los acreditar nesse Senhor que compensa quem é bom!

E, mais uma vez, mesmo parecendo um cliché, o que seria do Natal sem as crianças?!?

Que o teu MUNDO continue assim, pleno de amor e felicidade, numa mistura de azul e rosa para alegrar, ainda mais, os vossos corações!


FELIZ ANO NOVO!!!

Felicidades e saúde :o)

Beijos
Tété & Xavier