sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

February Song...



Há cerca de 2 anos e três meses atrás, estava ansiosa… Acho sinceramente que nunca cheguei a ficar realmente nervosa, porque sempre senti que, se um ciclo da minha vida se encerrava, outro, ainda mais bonito, iria começar. Iria crescer comigo e junto daqueles que mais amo.
Hoje, passado esse tempo, encerro outro, ou melhor ainda, adiciono-lhe mais uma pitada de amor. Um salpico de felicidade!
Também hoje, não me sinto nervosa. Apenas ansiosa… Novamente a ansiedade!!!
“Será que vou ter estofo? Será que consigo chegar a todo o lado? Será que o mano vai gostar desta mudança? Será que conseguirei continuar a ser boa mãe/esposa? Será que ainda vai sobrar algum tempo só para mim mesma?”
Não me arrependo de nada. Pelo contrário, faria tudo novamente.

Ser mãe, implica muitas vezes, substituir o conforto individual para vivermos primeiro o dos outros, pelo bem-estar de alguém, privando-nos do nosso próprio. Não se trata de abdicar da n/felicidade, como algumas pessoas pela frustração ou porque só se entende realmente quando se vive, o dizem…
Não se renuncia “a”, mas sim, tranquiliza-se “com”. Aprende-se a gostar de uma forma completamente desinteressada de algo/alguém… sem esperar seja o que for em troca.

É assim que procuro viver esta minha Felicidade.
É assim que me procuro a mim mesma, em cada gesto ou aprendizagem deles.
Em cada teu sorriso, meu amor. Meu Pim.
Cansaço?! Sim, mas um cansaço feliz! Um cansaço que me faz Viver!

6 comentários:

Rita disse...

Não podia concordar mais. Que tudo corra maravilhosamente bem hoje. Fico ansiosa por noticias :)
beijinhos

© Tété £ Xavier disse...

LINDO e muito verdadeiro já que o importante é o equilibrio entre o que se perde e o que se ganha!
Não sei se a tua menina já chegou a este nosso mundo mas de qualquer forma passei só para dizer que por momentos pensei em vocês e na sua chegada... que corra tudo bem!
beijos
Tété & Xavier

Sónia e MI disse...

:))))
beijo grande á espera de novidades!

Mãe da Tiz disse...

Por esta altura já deves ter o teu amor mais pequenino nos braços... É claro que vais conseguir e tudo se cai encarrilhar!
O amor tudo pode, tudo crê e tudo suporta!!! E não há amor maior do que o que temos por um filho!

Mil beijos***

Mãe da Tiz disse...

E nós qd temos novidades?
;)

Mil beijos***

Sofia,Pedro e Joana disse...

Sem dúvida, assino por baixo!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana